blog facebook WhatsApp
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Febre: o que ela pode indicar e quando procurar ajuda?

quinta, 04 de novembro de 2021

Quando a febre aparece, costuma assustar. Principalmente nas crianças, ela desperta a atenção dos pais para algo que não vai bem. No entanto, seja qual for a idade, esta elevação da temperatura corporal é considerada normal - até certo ponto - e pode ser desencadeada por uma série de fatores.

O surgimento da febre ocorre como um sistema de defesa do organismo, ativado diante de uma anormalidade que esteja comprometendo o funcionamento. Assim, o aumento da temperatura acontece para combater invasores, geralmente bactérias e vírus.

Desse modo, ao detectar a presença de microorganismos nocivos, o hipotálamo, que é a área do cérebro  responsável pelo aumento da temperatura corporal, é acionado. Portanto, a febre não se trata de uma doença ou problema em si, mas de um sinal de alerta para o verdadeiro problema que se desencadeia em alguma parte do organismo.

Causas mais comuns de febre

A febre pode ser causada por fatores que vão além das infecções por vírus ou bactérias. Insolação, desidratação, condições inflamatórias e tumores malignos são algumas delas. Mas a febre também pode aparecer como efeito adverso de vacinas ou mesmo de alguns medicamentos.

Além disso, existe uma classificação de "causa não identificada", que é dada quando não é possível ao médico diagnosticar precisamente um paciente adulto que apresente temperatura igual ou superior a 38,3°C durante um período de três semanas.

No entanto, entre as origens mais frequentes de febre em todas as idades, podemos destacar

  • - Causada por vírus - costuma acompanhar gripes, resfriados, inflamações na garganta, ou infecções do trato respiratório. Esta costuma ser a causa mais comum de febre em crianças (mais de 90% dos casos)
  • Derivada de doenças crônicas, como artrite reumatoide e colite, por exemplo
  • Febre que tem como origem as chamadas doenças tropicais, que são a dengue, a malária e a febre amarela
  • Efeito colateral do uso de alguns medicamentos
  • Em casos mais raros, a febre pode ter origem em tumores

Parâmetros de temperatura corporal

A temperatura corporal costuma variar ao longo do dia. Geralmente, no início da manhã ela é mais baixa, e se torna mais alta no fim da tarde. Por isso, os parâmetros considerados normais vão de 36ºC a 37,7ºC. Acima disso, já pode ser considerada a presença de febre.

No entanto, para fazer a medição e saber a temperatura correta é preciso utilizar um termômetro. Os modelos digitais são os mais populares e precisos, e também os mais baratos atualmente. Seu formato é bem parecido com os antigos termômetros de mercúrio.

Porém, existem outros modelos, como os termômetros de infravermelho, que se tornaram conhecidos com a chegada da pandemia no novo coronavírus. Contudo, esse tipo de aparelho só deve ser utilizado em crianças acima dos 4 anos de idade. Mas além de custar bem mais que os digitais, o termômetro infravermelho não é considerado tão preciso.

Como fazer a medição correta?

Nos termômetros digitais, o modo mais comum de medir a temperatura é pela axila. Para isso, deve-se posicionar o aparelho no local e manter o braço fechado e imóvel, impedindo que o termômetro se desloque. Este modelo possui um sinal sonoro, que irá tocar após o tempo necessário de aferição. Então, basta conferir o número no visor.

Além da medição axilar, também existem as formas oral e retal, que são geralmente realizadas em ambiente hospitalar. Outros modos de medir a febre, como na orelha e na testa, através de adesivos, também podem ser utilizados, mas são considerados menos precisos e eficientes.

Quando é hora de procurar ajuda médica?

Apesar de ser considerada um sintoma, a febre costuma vir acompanhada de sinais que indicam sua presença, como calafrios, tremedeira, suor, dores de cabeça, fraqueza e dor muscular.

Em casos de febre muito alta, variando entre 39,4°C e 41,1°C, é preciso tomar um cuidado maior, pois pode haver convulsões, irritabilidade, confusão mental e até alucinações. Portanto, ao observar a presença de febre mais elevada e persistente acima dos 39ºC, é hora de procurar atendimento médico.

Notícias recentes
Doenças do coração: conheça os diferentes tipos. Sabia que existem diversos tipos de doenças do coração? Conheça mais sobre elas! Saiba mais...
Os benefícios da fisioterapia no tratamento de dores. Conheça os benefícios da fisioterapia e como ela atua no tratamento de diversos tipos de dores. Saiba mais...
Saúde íntima e reprodutiva da mulher: quais cuidados são essenciais? Saiba como proteger sua saúde íntima e reprodutiva e prevenir o surgimento de doenças que podem comprometer a fertilidade. Saiba mais...
Saúde mental e o enfrentamento de dificuldades sociais. Entenda como os fatores sociais impactam na saúde mental, especialmente entre os adolescentes. Saiba mais...
A importância do autocuidado e os benefícios de investir nesta prática. Saiba mais sobre o que é e como praticar o autocuidado e confira tudo que ele pode fazer pela sua saúde. Saiba mais...
Desvio de septo nasal e a dificuldade para respirar. A cirurgia é o único tratamento definitivo para o desvio de septo. Medicamentos e lavagens nasais são indicados para aliviar os sintomas. Saiba mais...
Aleitamento materno e as questões que envolvem essa jornada. Saiba mais sobre os benefícios do aleitamento materno, que deve ser exclusivo até os seis meses de vida do bebê. Saiba mais...
Transtorno de Déficit de Atenção: o que é e como diagnosticar? Saiba mais sobre o Transtorno de Déficit de Atenção (TDA) e qual a importância do diagnóstico e do acompanhamento adequados. Saiba mais...
Check-up cardiológico: porque é importante e quando fazer. Veja qual a importância de checar a saúde do coração e os exames que devem ser feitos em um check-up cardiológico. Saiba mais...
Doenças do aparelho digestivo: como fazer o diagnóstico? Endoscopia e colonoscopia são exames essenciais para o diagnóstico precoce de doenças do aparelho digestivo. Saiba mais...
Cólicas na gravidez: por que elas acontecem? Em casos de cólicas na gravidez persistentes, o ginecologista e obstetra deve ser consultado. Saiba mais...
6 dicas para curtir o verão com saúde. Veja porque é importante manter os cuidados com a saúde no verão e quais as formas de se proteger. Saiba mais...
Espirometria: importância da análise respiratória completa Veja como o exame de espirometria é importante e quando ele deve ser realizado de forma preventiva. Saiba mais...
Janeiro Branco: como promover a saúde mental dentro das empresas? Entenda a importância da campanha "Janeiro Branco" na promoção da saúde mental dentro do ambiente de trabalho. Saiba mais...
Dia Mundial do Diabetes: um alerta para a prevenção e controle da doença. Saiba como o diabetes pode afetar seriamente sua saúde e conheça as principais formas de prevenção e controle da doença que atinge milhões de pessoas. Saiba mais...
Febre: o que ela pode indicar e quando procurar ajuda? A febre pode ser sintoma de diversas doenças e costuma sinalizar infecções. Mas afinal, quando procurar um médico? Saiba mais...
Cálculo Renal: o que é e como tratar as pedras nos rins? Saiba mais sobre o cálculo renal, suas causas, como prevenir e tratar o problema. Saiba mais...
Saúde do Homem: campanha Novembro Azul e o foco na prevenção. A saúde do homem está em foco. Você sabia que um em cada seis homens brasileiros será diagnosticado com câncer de próstata? Saiba mais...
Saiba como aproveitar os benefícios dos grãos e sementes na alimentação. Veja como incluir grãos e sementes na sua dieta e aproveite todos os benefícios desses alimentos. Saiba mais...
Acne: o que causa e como evitá-las? Entenda as principais causas da acne e quais os cuidados necessários para evitar seu aparecimento. Saiba mais...